LOGO NOVO FENELON-01.png
teatro-nacional-brasilia-fenelon-advogad

Lívia Herdy comenta decisão do MS de antecipar a vacinação aos trabalhadores do transporte aéreo

Na última semana foi anunciada a antecipação da vacinação para os trabalhadores portuários e do transporte aéreo.


A medida busca proteger os profissionais e as entradas do Brasil contra possíveis novas variantes e a 3ª onda de Covid-19. Ao todo, serão mais de 202 mil doses para vacinação desses grupos prioritários, enviadas para todos os estados e para o Distrito Federal.


Em entrevista para o Jornal de Brasília, nossa sócia Lívia Herdy comentou os impactos da medida para o setor aéreo.


Para ela, essa medida é extremamente relevante, pois os aeroportos são áreas de grande fluxo de pessoas, provenientes de diversos lugares do país e do mundo, aumentando assim a exposição ao coronavírus. Além disso, garantir que os aeroportuários estejam imunizados, será uma medida que trará impacto positivo não só do ponto de vista da área da saúde, mas também sob o aspecto econômico.

Lívia Herdy lembra, ainda, que no último dia 19 de maio, a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) divulgou os dados relativos ao transporte aéreo referente ao mês de abril e é nítido o crescimento da demanda e oferta de voos.

“É possível que este aumento seja reflexo da vacinação que iniciou no final de janeiro. Assim, quanto mais pessoas estiverem vacinadas, inclusive os aeroportuários, mais seguras elas vão se sentir para viajar, proporcionando a retomada do setor aéreo”, concluiu.

Fonte: Jornal de Brasília

Teatro Nacional, em Brasília - ©️ Foto: Celso Junior

Últimas Notícias